quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

A gastronomia de Ilhabela

Pois é, como alguns já sabem, fui para Ilhabela no Reveillon e como não podia ser diferente, foi uma comilança só.

Aos poucos que ia passeando pela ilha, ia vendo os lugares que gostaria de almoçar ou jantar. Como não tive nenhuma dica nesse aspecto, escolhi os lugares pela aparência e local.

Poucos lugares não foram o esperado e alguns foram acima da expectativa!

Assim, resolvi fazer um só post com os lugares que indico e gostei bastante, não só pela comida, mas pelo ambiente e local.

Fui em um lugar que de noite funciona como Pizzaria e de dia como bar, chamado: Pequeá Praia Bar. É interessante, fica na beira da praia, possui um bar e mesinhas na areia (que estava fechado porque fui de noite para comer pizza) e de cada lado do bar tem um salão grande redondo imitando quiosque.

Pedi uma pizza meia berinjela com mussarela de búfala, meia pomodoro, com pedaços de tomate refogados no alho e queijo. Estavam muito boas, preferi a de tomate, divina!! Achei bom preço, boa massa, bom molho e muito bom recheio.

No cardápio tem pizza de calabresa, de peperoni, quatro queijos, entre outras.
Fica na Avenida Pedro de Paula Moraes, 1150, Saco da Capela.

Bom, isso foi na primeira noite quando estava a procura de alguma pizzaria e passei de carro por um restaurante italiano que é uma graça. O que mais atraiu foi o cheiro delicioso emanado. O restaurante em questão se chama Famiglia Manzoli e foi o lugar escolhido para jantar em um outro dia.

De fato, ADORO comida italiana e achei esse restaurante excelente! Só não repeti porque queria conhecer outros lugares, mas é realmente digno de repetição. Como já disse, o lugar é uma graça, na frente da praia de Perequê, aroma no ar sensacional, sempre lotado e possui estacionamento. Os pratos são para duas pessoas e são bem fartos. De entrada pedi uma cesta de pão italiano, que estava na medida certa para mim, casca não tão dura e miolo mole.

Como prato principal, depois de uma certa dúvida (para variar), escolhi um gnocchi com camarões e cogumelos (R$87,00). Nossa, estava m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o! A massa estava leve e o molho muito bem temperado, muito saboroso mesmo. Infelizmente não aguentei a sobremesa. Pelo que reparei os chefs passam um tempo na Itália e um tempo no Brasil.O restaurante possui massas recheadas, massas simples, risotos, pratos de frutos do mar e carnes.
Fica na Av. Princesa Isabel, 207 e o telefone é (12) 3896-5791.

Para quem prefere lanchar ou comer algo mais leve, indico uma Creperia chamada Nareia, que é um quiosque na orla da praia do Perequê, e que também vive cheio. Possui mesas de madeira no próprio quiosque e algumas mesas de plástico na areia da praia. A lista de recheios é grande, vai dos mais simples como de mussarela até os mais incrementados com 4 recheios e acompanha uma manteiga de ervas. Escolhi de mussarela com tomate e manjericão, que estava bem gostoso! Provei também de frango com requeijão e bacon que estava bom, mas não gosto de misturar muito. De sobremesa pedi um crepe de chocolate com sorvete de creme, delicioso, de lamber a colher. Os crepes não passam de R$20,00.
Infelizmente não sei o endereço, mas é um quiosque que fica na praia do Perequê, sentido vila – sul da ilha.

Fugindo um pouco desta orla movimentada, fiz uma trilha de jipe para o outro lado da ilha, mais especificamente para a Praia de Castelhanos. Após 1 hora e meia de jipe, mais 1 hora de trilha a pé para a cachoeira, mais uma hora para voltar para a praia, o jeito foi descansar no bar do Fernandinho, que fica no canto esquerdo da praia. Embaixo de uma barraca, bebi um suco de maracujá espetacular feito a mão, sem eletricidade (não tem energia no local). Para almoçar pedi o prato mais indicado, peixe grelhado na folha de bananeira acompanhado de arroz, feijão, farofa e salada (R$60,00 para duas pessoas). Quem estiver disposto, vale à pena mesmo, o peixe é super bem temperado, com coentro, alho e outras especiarias, o bastante para duas ou três pessoas. O lugar é bem simples, mas muito bem recomendado.
Não aguentei e fui em outro restaurante italiano, mas dessa vez na Vila. Fica logo na entrada, em frente à praça, o Ristorante Villa Conti. Um lugar muito bonitinho. É uma casinha de dois andares, sendo que o restaurante fica no primeiro andar, com poucas mesas e o fluxo é grande.

Possui algumas especialidades como Risotto com Camarões a Saint Tropêz, que é um risotto de parmesão com camarões grelhados com ervas de provence (R$52,00) e Filet au Poivre com Fettuccine Alfredo (R$52,00). De entrada são oferecidas opções de bruschettas, como a Tradizionale (com tomates picados e manjericão), Caprese (tomates picados, mussarela de búfala e azeitona roxa), ai Funghi (com cogumelos) e Al Prosciutto. Ou pode -se escolher a seleção de bruschetas, que vem a tradicional, a caprese e de funghi, sendo duas de cada sabor. (R$28,00). Deliciosas todas!
Tem ainda opções de saladas, carpaccio e quiche.

Como prato principal o restaurante oferece sugestões de carnes, como: Rigatoni à Bolonhesa, opções de frutos do mar, como: spaghetti com camarões e risotto al mare. E uma seleção de pastas, como Cannelloni di Spinaci (com recheio de ricota e espinafre ao molho branco), Penne al Pesto e Bucatini alla Matriciana. Eu pedi uma massa simples, Penne al Pomodoro e Mozzarela (R$34,00), com tomates picados e mussarela de búfala. Estava muito bom, simples, mas gostoso. Provei o Penne alla Vodka (R$36,00), com salmão defumado, vodka e creme de leite. D-i-v-i-n-o!
Fica na Praça Coronel Julião de M. Negrão, 53 - Telefone: (12) 3896 – 6738. Site: www.villaconti.com.br

Outro lugar que achei bem legal é um quiosque também na praia de Perequê, chama-se Kiox. É um japonês com diversas outras opções. O lugar é bem fofo, com sofás, mesas diferentes, panos caídos fazendo como uma tenda, contrastando com uma luz negra, deixando um ambiente super gostoso. Para comer tem uma parte de comida japonesa, tem também pizzas, beirutes, sanduíches em ciabatta, belisquetes e hambúrgueres e derivações. Comi um cheeseburguer que vem com batata chips (acho que era R$16,00). Estava muito gostoso, carne boa, macia e molhadinha com queijo bem derretido. Pedi uma porção de batata frita. Provei um cheeseburguer com bacon que estava sensacional, o bacon era bem crocante. De sobremesa tem brownie, petit gateau, entre outros. Pedi um petit gateau que estava bom, mas nada demais. Ah, as caipirinhas são ótimas, provei de frutas vermelhas, maracujá e abacaxi.

Por último, achei um lugar bem interessante também na Vila. Fica bem pertinho do italiano acima, se chama Bartatas. O cardápio é bem vasto, tem até comida indiana, passando por fondue, batata assada recheada, entre outros pratos. A especialidade é batata rostie (para 1 ou 2 pessoas) e a lista de recheios é enorme, tem para todos os gostos. Como no Rio de Janeiro tem um lugar só disso, resolvi variar e pedi uma batata rostie recheada com casquinha de siri e mussarela. Combinação estranha?? Também achei. É diferente, mas é boa. Certamente não é das melhores, mas quis mudar um pouquinho. Fiquei na dúvida entre uma que é com strogonoff de carne ou uma de pepperoni com mussarela.

De sobremesa pedi uma mousse de chocolate com creme chantily e raspas de chocolate. Boa, mas dispensável.

O Bartatas fica na Rua da Padroeira, 12, telefone: (12)3896-1314. Site: www.bartatas.com.br.

Essas são minhas dicas para quem for à Ilhabela. Claro que tem uns restaurantes mais famosos, diversos que não conheci. Mas dos vários que fui, esses acima, gostei mesmo. E espero que também gostem.

Quem já foi, escreva sua dica!